Artigo recusado: confira 03 estratégias para virar esse jogo!

Artigo recusado não é o fim do mundo e você precisa saber o que fazer para reverter a situação…

Artigo recusado: confira 03 estratégias para virar esse jogo!
Artigo recusado: confira 03 estratégias para virar esse jogo!

Você teve um artigo recusado e não teve a menor ideia do que fazer em seguida?

Você dedicou horas, dias e um tempão dando o seu melhor para escrever o seu artigo. E o resultado foi o que nem eu nem você gostamos: a recusa, a negação, a reprovação.

Eu sei que você sentiu uma sensação chata até porque eu já senti isso bastante também. Mas imagina só: eu tenho não 01, mas 03 estratégias que vão te ajudar a virar o jogo agora.

Você acha que desta forma você pode substituir essa sensação ruim por algo bom se você souber o que precisa para virar esse jogo?

Mas deixa eu te contar uma coisa…

Artigo recusado não é o fim do mundo. Todo acadêmico que tem alguma produção relevante passa por isso. E quem não passou vai passar…

Felipe Asensi

Por isso, antes de você se condenar, se penitenciar ou se criticar a respeito do que fez de certo ou errado, saiba que existem certos fatores que contribuem para a recusa de um artigo que independem da qualidade do artigo.

Eu já até criei um Checklist de Artigos Científicos para você aumentar a qualidade do seu artigo instantaneamente.

Quer ver?

  1. Revista que não publica a temática do artigo
  2. Submissão equivocada
  3. Inadequação do artigo às normas da Revista
  4. Pareceristas que não necessariamente são experts no assunto do artigo
  5. Convicção do editor da revista de que o artigo não é relevante

Porém, eu não estou ao seu lado para ler o seu artigo neste momento. Então é possível que também tenha algum problema interno no seu artigo. Pode ser teórico, pode ser metodológico, ou até algum detalhe mais sutil de coleta e análise de dados.

O fato é que a sua primeira atitude quando tem um artigo recusado é buscar entender o que ocorreu e os possíveis pontos de vulnerabilidade do seu artigo, se houver.

Se liga nessa minha dica inicial:

Pensando nisso, eu fiz aqui uma espécie de “download” das recusas que eu tive e resgatei as estratégias que eu adotei para virar o jogo. E adivinha: deu certo comigo e eu virei o jogo!

Então, eu quero agora compartilhar contigo para que você também possa reverter essa situação o mais rápido possível. Afinal, tem artigos cujos dados podem ficar desatualizados, então você precisa resolver a recusa com uma estratégia rápida.

São essas as estratégias que eu vou te apresentar:

  1. Reavaliar o artigo e ressubmeter
  2. Publicar noutro formato de comunicação acadêmica
  3. Ampliar para se tornar um livro

               Vamos lá:

ESTRATÉGIA #1 – REAVALIAR O ARTIGO E RESSUBMETER

Artigo recusado: confira 03 estratégias para virar esse jogo!
Artigo recusado: confira 03 estratégias para virar esse jogo!

Esta estratégia parece simples, mas exige uma grande sensibilidade da sua parte. Por quê?

Porque, em geral, nós temos uma estima muito grande pelo texto. Ou porque já lemos trocentas vezes e não achamos o problema.

Isso acontece e você precisa parar de ler o seu texto toda hora ou assumir que seu texto pode ter problemas.

Dito isso, o que você vai fazer?

Pegue seu texto, leia-o com cuidado e com a “camisa” de um parecerista. Você não pode ler o seu texto como um autor, ainda mais se for um autor apaixonado. Agora entra em campo o parecerista sem coração…

Felipe Asensi

E como você vai reavaliar o texto? Veja aqui o que não pode faltar:

  1. Título
  2. Resumo
  3. Introdução
  4. Argumentos
  5. Confiabilidade dos dados
  6. Análise dos dados
  7. Conclusão
  8. Formatação da revista
  9. Metodologia
  10. Coerência do artigo

Observe que são 10 partes essenciais para qualquer artigo e é possível que, se tudo estiver afinado, o problema não seja do autor apaixonado, mas do parecerista sem coração….

ESTRATÉGIA #2 – PUBLICAR NOUTRO FORMATO DE COMUNICAÇÃO ACADÊMICA

Artigo recusado: confira 03 estratégias para virar esse jogo!
Artigo recusado: confira 03 estratégias para virar esse jogo!

Eu não sei você, mas existem aqueles acadêmicos que têm uma relação simbólica, afetiva, emocional e outras coisas mais com os periódicos.

Isso ocorre porque, em geral, existe um senso comum de que o acadêmico só pode produzir com artigos em revistas. Nada mais enganoso…

Você tem múltiplas, infinitas possibilidades de publicação deste texto que foi recusado. Você não é obrigado a enviar para uma revista necessariamente.

Pense no seguinte:

O seu texto pode ser publicado de outra forma porque a comunicação acadêmica não se resume a periódicos.

Felipe Asensi

E quais são as formas de você publicar esse mesmo texto?

  1. Apresentação de trabalho em eventos
  2. Working paper em grupos de pesquisa
  3. Capítulo de livro

E te digo mais: você pode simplesmente aproveitar o conteúdo do artigo recusado e transformá-lo e outras formas de comunicação acadêmica que hoje ganham muito espaço:

  1. Palestra
  2. Curso de curta duração
  3. Material didático
  4. Live
  5. Artigos de opinião

Viu só? O mundo não acabou porque o artigo foi recusado. E deixa eu te falar uma coisa: quando eu usei essa estratégia, eu fiquei muuuuuito feliz com os resultados que atingi.

Não somente publiquei o texto que “ralei” tanto para escrever, mas também descobri o fascinante mundo da comunicação acadêmica. Saber se comunicar vale mais do que Revista A1…

ESTRATÉGIA #3 – AMPLIAR PARA SE TORNAR UM LIVRO

Artigo recusado: confira 03 estratégias para virar esse jogo!

Você já passou pela situação de escrever demais e aí ter que cortar uma parte do texto? E aquela situação em que você até escreveu o artigo, mas tem tanta coisa interessante que poderi até ser um texto maior?

Pois é… tem situações em que reavaliar o artigo não necessariamente é o único caminho. Você pode simplesmente ampliá-lo, aprofundá-lo e torná-lo num livro.

Já pensou nisso?

Para você chegar neste resultado você simplesmente segue em frente no seu texto.

Mas como em seguir em frente? Confira aqui as principais coordenadas para você ampliar o seu artigo e transformar em livro:

  1. Tenha em mente que tecnicamente um livro precisa ter 60 páginas editadas pelo menos;
  2. Considere que o livro precisa ter um aprofundamento teórico significativo;
  3. Explore seus dados não somente analisando-os, mas também cotejando com a literatura sobre o tema;
  4. Crie um capítulo em que você aponta reflexões mais abertas sobre o tema do livro;
  5. Faça uma conclusão robusta e que ajude o leitor a prosseguir no estudo do tema.

Se você fizer essa estratégia, talvez você até se sinta muito bem e grato pelo parecerista sem coração ter cruzado a sua vida, pois permitiu que aquele texto lá atrás se tornasse um livro que vai ajudar muitas pessoas…

O QUE VEM EM SEGUIDA?

 Eu espero sinceramente ter ajudado a sua trajetória. Talvez eu seja como você porque eu sou um acadêmico que quer fazer com que todo o tempo que eu invisto em produção acadêmica ajude alguém, contribua com alguém.

Mas você sabe que a vida de um acadêmico é repleta de desafios.

  1. Não sabemos as melhores estratégias de escrita persuasiva.
  2. Não aprendemos na universidade estratégias de publicação na maioria das vezes.
  3. Não sabemos nada, em geral, sobre comunicação acadêmica.

Por isso, eu aprendi “por fora” e hoje tenho algo que talvez possa fazer sentido para você. Isso que vou te apresentar pode, inclusive, fazer com que você não tenha mais artigos recusados.

 Qual é?

O Programa de Produção Acadêmica. É algo que eu criei com a chancela do CAED-Jus e do CAEduca, 100% online e totalmente focado no desenvolvimento de estratégias práticas, sem enrolação e sem achismo, para você decolar a sua carreira acadêmica.

Se você quiser participar, é provável que as inscrições estejam encerradas porque eu não costumo abrir vagas na maioria do tempo. Então eu sugiro que você se cadastre na lista de espera.

Quando for o momento, você será avisado e terá a chance de aproveitar essa oportunidade por alguns dias antes das inscrições encerrarem novamente.

Você pode também começar agora mesmo a minha Mentoria de Aprovação em Mestrado e Doutorado.

Grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Endereço

Travessa Expedicionário Aquino Araújo, n. 744/1001
Vila Velha/ES - Brasil
CEP: 49100-032

Acesse ainda mais conteúdos para a sua carreira acadêmica

© Felipe Asensi | Todos os materiais e conteúdos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais

Olá, Eu sou o Felipe!

Assine nossa news e fique informado.

×